A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) , como o próprio nome já define , é uma doença de origem genética, que afeta principalmente pessoas de pele clara e de descendência norte-européia acima de 50 anos. A doença, considerada como um envelhecimento acelerado e precoce da Retina, caracteriza-se no seu início, por formação de pequenos corpúsculos de detritos celulares na região central da Retina (Mácula) chamados de DRUSAS em ambos os olhos.

Ocorre posteriormente a atrofia da camada mais profunda da retina chamado Epitélio Pigmentar.

Caso a Degeneração se mantenha com esta característica atrófica , chama-se Degeneração Macular tipo Seca .

Em alguns pacientes ocorre a formação de uma membrana de tecido fibroso e vasos sanguíneos anômalos abaixo da Retina , que tendem a provocar edema e hemorragias sub-retinianas, ao que se chama de Degeneração Macular tipo Exsudativa ou Úmida.

Esta doença afeta quase que exclusivamente a região central da retina e conseqüentemente do campo visual.

No inicio o sintoma mais freqüente é de deformação das imagens (METAMORFOPSIA), para mais tardiamente o paciente queixar-se de uma mancha escura no centro da visão.

Hoje já se tem bastante definido que a exposição a luz solar aumenta o risco de evolução da DMRI, portanto sugere-se uso de óculos com proteção solar.

O tratamento depende do tipo de DMRI.

Para DMRI seca indica-se uso crônico de medicamentos anti-oxidantes no objetivo de retardar ou estabilizar o envelhecimento das células retinianas maculares.

Para os casos de DMRI exsudativas, mais recentemente iniciou-se o uso de aplicações intra-oculares de Agentes Anti-Angiogênicos como o AVASTIN e o LUCENTIS, com objetivo de fazer regredir as MEMBRANAS SUB-RETINIANA.

As DMRI severas podem trazer importante perda da qualidade da visão central, portanto o tratamento deve ser buscado sempre o mais cedo possivel.

Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)

Envie-nos uma mensagem:

Clínica Brunstein Copyright 2020 • Desenvolvido por Dr Marketing